Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]
Santa Luzia Empresas - Se guia Comercial Luziense
Email: Senha:    
 
     
Esqueceu a senha??
Você esta em: Home » $title » Os-conservadores-dao-chilique-mas-eles-nao-sao-os-unicos.html


Home

Os conservadores dão chilique. Mas eles não são os únicos!

Por Pedro Jácome

Pierre fez um texto, mais cedo, sobre a reação conservadora contra a campanha do Boticário.

O texto está ótimo, mas eu achei que poderia pontuar algumas coisas.

A primeira é que a intolerância vista nas reações contra a campanha do Boticário tem que ser dividida entre a intolerância à homossexualidade e a intolerância contra a opinião alheia.

Porque, no que tange à intolerância contra a opinião alheia, há de se dizer que os soi-disant “progressistas” também dão suas demonstrações de ferocidade contra a liberdade de expressão.

Em 2013, por exemplo, a comunidade gay italiana convocou um boicote à marca de massas Barilla, pela seguinte declaração de seu presidente:
“Não faria isso [mostrar gays na publicidade], mas não por falta de respeito aos homossexuais, que têm o direito de fazer o que quiserem sem incomodar os outros, mas porque não vejo as coisas do mesmo jeito que eles e acredito que a família da qual falamos é a tradicional”

Ano passado, o de relacionamentos OkCupid barrou o acesso de usuários do Mozilla Firefox, porque o CEO do navegador tinha doado, 6 anos antes, mil dólares para uma campanha contra a união gay.

Este ano, Elton John convocou um boicote à marca Dolce and Gabbana, porque Domenico Dolce afirmou à revista italiana Panorama: “Úteros de aluguel, esperma selecionado de um catálogo, quem poderia concordar ser fruto da química? A procriação deve ser um ato de amor. Nem mesmo os psiquiatras estão preparados para lidar com os efeitos destes experimentos sintéticos”

Victoria Beckham, Courtney Love, Ricky Martin, entre outros aderiram ao boicote proposto por Elton John contra os estilistas “homofóbicos”.
Domenico Dolce e Stefano Gabanna, por sinal, são gays.

O motivo de eu ter listado esses casos é afirmar que, se a intolerância contra a homossexualidade é geralmente associada aos conservadores, parece-me que a virulência contra a opinião alheia não discrimina orientação sexual, nem posicionamento político. Anda de mãos dadas com gays e héteros, direita e esquerda…

De modo que concordo com Pierre que a sociedade precisa amadurecer mais (e, no caso do Brasil, se importar mais com 60 mil homicídios/ano e uma geração de analfabetos do que com o boticário dos outros)…

Mas também acho (e por conhecer Pierre creio firmemente que ele concorda comigo) que é fantástico que hoje se possa fazer oposição à opiniões contrárias através de boicotes comerciais, vez de por legislação/instrumentos estatais.

Pro mercado, como pra Michael Jackson, “It don’t matter if you’re black or white”… o verde é a única cor que importa…

E aliás, por falar mercado, parece que (e eu acho que isso havia sido previsto) o boicote evangélico deu muito mais gás à propaganda do Boticário. Neste caso, pode-se dizer aos conservadores, que o tiro saiu pela culatra.

Fonte:Acerto de Contas


Todos os direitos Reservados   © - 2022| Hospedado em: Hospedeme  Rss Facebook Siga-me no Twitter You Tube
Desenvolvimento F7 Sistemas
Pinterest