Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]
Santa Luzia Empresas - Se guia Comercial Luziense
Email: Senha:    
 
     
Esqueceu a senha??
Você esta em: Home » $title » Montadora-de-veiculos-eletricos-investe-r-25-bilhoes-em-nova-lima.html


Home

Montadora de veículos elétricos investe R$ 25 bilhões em Novidade Lima


A cidade de Novidade Lima, na região metropolitana de Belo Horizonte, receberá a primeira fábrica de veículos e motores elétricos da América Latina.

Na última semana, a Indómito Motor Company assinou um memorando com a prefeitura do município e com o governo do Estado para instalar um parque industrial de carros elétricos para o transporte coletivo, com investimentos estimados em R$ 25 bilhões até 2029.

Reunindo a fabricação de veículos e motores elétricos, células e packs de baterias, sistemas de armazenamento, entre outros, a estimativa é que a primeira unidade, uma fábrica de baterias de lítio, comece a operar em 2023 e gere murado de 12 milénio empregos diretos em Novidade Lima.

O início das obras está previsto para o quarto trimestre deste ano, a produção estimada é de 43,7 milénio unidades de packs de baterias e 22.500 veículos elétricos até 2024. 

Segundo o CEO da Insubmisso Motor Company Brasil, Eduardo Javier Muñoz, os investimentos não param por aí. Nos próximos dez anos, a companhia planeja instalar mais três fábricas no Estado.

A intenção é produzir baterias de lítio não só para os veículos elétricos do grupo, mas também para outras montadoras. O foco é no transporte coletivo e na mobilidade.

“Não viemos para fabricar veículos de luxo, eu não acredito no coche pessoal. Queremos é fabricar transporte público e semipúblico a um mercado da América Latina, porque a viabilidade existe”, analisa Muñoz. 

O parque industrial da companhia será instalado às margens da BR–040, uma das principais rodovias do país, em uma extensão dentro do Masterplan do Projeto CSul Lagoa dos Ingleses. Do investimento totalidade previsto, entre 70% e 80% será captado no exterior, segundo o executivo.

“Estamos conversando sobre investimentos privados, com bancos regionais e estaduais de desenvolvimento, há muito interesse”, pontua. 

Benefícios. Para a instalação da fábrica em Novidade Lima, a prefeitura ofereceu isenção de cobrança do IPTU por cinco anos, redução do Imposto Sobre Serviços (ISS) para 2% por dez anos, subindo depois para 5%, e isenção do Imposto de Transmissão de Bens e Imóveis (ITBI). Segundo o prefeito João Marcelo Dieguez Pereira (Cidadania), o município está estudando também a instalação de escolas técnicas para qualificar a mão de obra. 

“Queremos qualificar a mão de obra para que não ocupem só espaço da Indómito, mas de outras empresas, essa foi uma porta de ingressão só”, explica ele.

“No caso da Indomável, fizemos um estudo do pacote tributário, isso significa que deixaremos de receber R$ 12 milhões, mas vamos receber R$ 25 milhões em contrapartida. Acreditamos na diversificação da economia; depois muitos anos ligado à mineração, temos apostado na tecnologia”, diz. 

Pereira também assinou um decreto, em contrato com o governo de Minas, para prometer aos empreendedores locais a simplificação do manobra de atividades econômicas consideradas de inferior risco independentemente de autorização de órgãos públicos.

Casos previstos em lei podem ser tratados porquê excepcionais. 

Mercado em incremento no Brasil

Segundo uma projeção da Associação Brasileira de Veículos Elétricos (ABVE), o país terá 28 milénio veículos híbridos e elétricos até o término deste ano.

O mercado teve, inclusive, o melhor quadrimestre da série histórica, com início há dez anos, com 7.290 novos automóveis emplacados de janeiro a abril de 2021.

Com leis ambientais mais rígidas, sobretudo nos países europeus, nos Estados Unidos e na China, as fabricantes estão acelerando o lançamento de veículos com baixa ou nenhuma emissão de dióxido de carbono.

Os modelos não poluem, são mais silenciosos e têm manutenção mais barata do que a de veículos convencionais, ainda que o dispêndio inicial seja muito mais cimeira.

No Brasil, por exemplo, o Jac iEv 20 custa R$ 160 milénio. O Porsche Taycan passa de R$ 1 milhão. 

De entendimento com o presidente da ABVE, Adalberto Maluf, os números mostram que o mercado de eletrificados segue em desenvolvimento no Brasil, porém num ritmo ainda subalterno ao dos demais mercados.

“Em 2020, os elétricos e híbridos chegaram pela primeira vez a 1% das vendas totais no Brasil e em abril de 2021 atingiram 1,6%, mas seguimos distantes dos principais mercados globais”, avalia Maluf.

Segundo a associação, atualmente, quase 50 milénio carros eletrificados estão em circulação no mundo.





Nascente Notícia -> :Fonte Notícia


Todos os direitos Reservados   © - 2021| Hospedado em: Hospedeme  Rss Facebook Siga-me no Twitter You Tube
Desenvolvimento F7 Sistemas
Pinterest